quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013





Encontrei uma rosa,
muito bonita ao pé do riacho,
colhia pela raiz e coloquei-a num vaso...

Toda a pessoa,
se admirava da minha rosa,
pois era muito formosa...
nunca ninguém vira tal formosura,
e tão pequeno ser vivo,
mas era real,
era a minha flor,
a flor que eu cuido,
era a minha rosa.

Antoine de Saint-Exupéry,  O Pequeno Principe

Retrato

Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração
que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida
a minha face?

CECÍLIA MEIRELES
Antologia Poética

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

A Lenda de S. Valentim


       Valentim era um sacerdote do imperador Cláudio II. Cláudio queria constituir um exército romano grande e forte mas os romanos não se alistavam porque estavam fartos de guerras e tinham de pensar nas famílias que deixavam para trás...

  Cláudio ficou furioso e considerou isto uma traição. Então teve uma ideia: se os homens não fossem casados, nada os impediria de ir para a guerra. Assim, decidiu que não seriam consentidos mais casamentos.

Pelo que o Imperador decretou a proibição dos casamentos dos jovens.

Valentim não concordou com esta ordem do imperador e terá casado muitos casais em segredo.
  Quando foi descoberto prenderam-no e foi condenado à morte.   

Enquanto estava na prisão Valentim recebia visitas de uma bela jovem, filha do seu guarda, com quem mantinha longas conversas e de quem se tornou amigo.

No dia da execução da sentença, dia 14 de Fevereiro, por ordem do Imperador, foi decapitado, tendo deixado um bilhete à sua amada dizendo «Do teu Valentim».   

Ao que parece, essa mensagem foi o início do costume de trocar mensagens amorosas no dia de S. Valentim, celebrado no dia da sua morte, a 14 de Fevereiro do ano de 269.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Como é o carnaval em 10 outros países
Muitos países ao redor do mundo comemoram o carnaval. Para quem achava que folia e foliões só existiam no Brasil segue a lista dos dez carnavais em outros países.

avatarO carnaval na Suiça tem grande expressão em Basileia. A folia tem início na segunda-feira, antes da quarta de cinzas, aproximadamente às 4h da manhã, com o Morgestraich. Na ocasião, todas as luzes se apagam e várias pessoas desfilam com lanternas pelo centro da cidade ao som de músicas carnavalescas com flautas e tambores.

avatarNo Equador o carnaval dura duas semanas e é comemorado com balões de água, flores e frutas. As pessoas festejam indo para as praias jogar balões de água em amigos e também em pessoas desconhecidas. Acontecem desfiles com carros alegóricos feitos por todos os tipos de flores e frutas.
.
.


avatarConhecido como o maior carnaval de inverno do mundo, a folia na cidade de Quebec, duram três semanas. Durante a festa ocorrem concertos musicais, esculturas de neve, paradas noturnas e atividades esportivas, por exemplo, competição de canoas e pesca no gelo. Mesmo com 10 graus negativos o carnaval do Canadá atrai milhares de pessoas do mundo.
.

avatarNo Japão carnaval tem nome, é Asakusa Samba Carnival. O festival têm carros alegóricos, ala das baianas, samba cantado em português e até passistas vestindo roupas importadas do Brasil. Muitas pessoas saem nas ruas para curtir a folia com samba no pé. O interessante é a presença de vários brasileiros, principalmente em lugares de destaque como nos carros alegóricos e puxadores de samba.

avatarOs pontos altos do carnaval na cidade de Nice são os bonecos gigantescos de papel machê, as festas de rua e a célebre Batalha das Flores. A brincadeira acontece da seguinte maneira: flores utilizadas para enfeitar os carros alegóricos são jogadas no público.
.
.

avatarO carnaval esloveno é marcado por ser muito diversificado e rico. O personagem mais popular da folia é o Kurent, que é uma fantasia com uma máscara monstruosa e demoníaca. Acontecem desfiles dessas máscaras numa mistura de celebrações ocidentais e o antigo paganismo eslavo. Na quarta-feira de cinzas ocorre o enterro do pust, um boneco que simboliza todos os males.
.
.
avatarO carnaval dominicano é um verdadeiro show de identidade cultural que abrange muitos aspectos da sociedade dominicana. Os personagens enriquecer as celebrações populares sem limites para o colorido. Mas o mais apreciado em muitas cidades são os demônios espectadores que perseguem as pessoas que se aventuram em seu caminho, essa brincadeira é uma tradição por lá.
.

avatarNa cidade de Bogotá acontecem uma série de eventos típicos e espetáculos, são apresentados danças e ritmos folclóricos, por exemplo, cúmbia, pito, gaita, salsa, fandango, mapalé e merecumbé. A festa que foi considerada pela Unesco como “Obra Mestra do Patrimônio Oral e Intangível da Humanidade”, tem o clímax com a Batalha das Flores.
.

avatarÉ na época do carnaval que Veneza recebe o maior número de turistas. A cidade ganha um aspecto de baile de máscaras a “céu aberto”, quando ricos e pobres se unem. As festas são celebradas no interior de palácios antiquíssimos e ainda com direito a máscaras e fantasias super requintadas. Além disso, acontecem grandes bailes, concertos, danças e desfiles.
..

avatarCarnaval no Haiti é época de marchar, cantar, dançar, se divertir, relaxar e um momento em que a sociedade aceita qualquer e quase todos os tipos de comportamento. Na ocasião acontecem canções satíricas que é uma tradição antiga, onde haitianos aproveitam para protestar a respeito de algo. Com a abertura política no país, a sátira carnavalesca se tornou mais escancarada.
.
.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013


Hábitos e Métodos de Estudo 

AQUI FICAM ALGUNS CONSELHOS PARA PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO da

 



Estudar, no mínimo, 6 horas em casa 


Perguntar o que vai estudar ou o que vai fazer 

Saber os dias dos Testes

Proporcionar bom Ambiente de Estudo

Fazer com que tudo esteja arrumado


Verificar, frequentemente, se está tudo arrumado

Fazer com que estime os materiais escolares

O incumprimento destas regras corresponde a castigo

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Algumas Lembrancinhas para Festas

Algumas Lembrancinhas para Festas

Leite-Creme da Catia Maia

Leite-Creme da Catia Maia

1 l de leite;
800 g de açúcar pile;
12 Gemas;
2 Colheres de sopa em cheias de farinha.
Dilua farinha em 2 dl de leite. À parte, bata as gemas com o açúcar, longamente e, ate a mistura ficar bem fofa; depois, acrescente a farinha diluída e o restante leite. Leve a lume brando ate engrossar a farinha e cozer.
Vaze numa travessa o preparado, deixe arrefecer e queima a superfície onde espalhou uma colher de sopa de açúcar com um ferro em brasa.
Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração
que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida
a minha face?

CECÍLIA MEIRELES
Antologia Poética

Bolinhos de limão da Ana Patrícia

1kg de farinha
500gr de açucar 
2 limões
raspa de limão
6 ovos.
 
Misturam-se todos os ingredientes num recipiente até ficar consistente.
Fazem-se bolinhas e leva-se ao forno.